quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

A dor.. a coisa que mais dói na dor é o medo da dor. Como muitos dizem ela pode não passar de uma ilusão, realmente.. mas todos sabem, é uma ilusão que dói. Tanto a dor fisica como a emocional. Elas doem. E eu não gosto de sentir dor. Quando era pequeno entrei em um esporte em que eu sentiria muita dor. Lá meu grande Sensei me ensinou a sofrer. Ele sempre dizia que algo torna-se quase que insignificante quando torna-se normal. Então eu sofria em todos os treinos. No café da manhã me feriam, na hora do almoço me machucavam, na hora do jantar me batiam. A dor passou a ser companheira.

Cheguei um dia e falei ao meu Sensei "Draúsio, eu não paro de sentir dor". Ele me socou a barriga com força, eu olhei-o surpreso. Ele perguntou: - Isso doeu?
Respondi:  - Claro! Eu não sou de aço!
Sensei: - E qual o motivo para você não está no chão chorando agora? Essa dor foi muito menor do que você sentiria antes do nosso treinamento?

Passei muitos dias pensando nisso. Realmente, a dor era a mesma mais eu estava acostumado com ela e sabia como controlar. Assim como a dor que é algo tão forte mais que pode  tornar-se  comum , muitas outras coisas também podem. Coisas das quais inconscientemente nos privamos da sua beleza. Coisas das quais, ao contrário da dor, poderiam nos trazer um bem-estar, um sorriso de felicidade.
Aquela simples brisa que passa a toda hora mais que sem ela reclamaríamos do calor intenso. Aquele velho amigo que está ao nosso lado a todo momento mas que não notamos, a não ser quando o perdemos, ai percebemos  o quanto ele era importante para nós. Aquele cachorro que quando chegamos pula em nossos braços e nos baba todo, do qual reclamos todos os dias, sentimos sua falta quando se vai. Aquele avô, que já não está mais ao meu lado, que enquanto o teve nunca imaginou o quanto ele poderia fazer falta, e agora, anos depois, senti sua falta.

Após reler esse texto eu mesmo tentarei dar maior atenção a essas coisas simples do coração. Por mais que eu tenha escrito tudo isso eu ainda não tinha me dado conta da importância de tudo que foi escrito até agora. Meus pais, minha irmã, meus amigos-irmãos e amigas-irmãs, amigos e amigas, colegas e até meus opositores. TUDO na vida é belo e tem um motivo para ser. DEUS. Ele sabe o quanto precisamos apreciar os bons momentos e filtrar os maus.

Eu realmente gostaria que tudo isso que escrevi ajudasse alguém igual ajudou a mim. Muito obrigado por ter vindo aqui hoje e gastado um pouco do seu tempo lendo o que escrevo, minha vaidade curti isso. E que tudo se torne algo bem mais claro do que a dez segundos atrás, porque tudo se transforma e nada, nem o tempo se vai por completo. Só muda. Eu não sou o mesmo Neto que começou esse texto, nem você a mesma pessoa que iniciou a leitura.

Câmbio, desligo.

7 comentários:

  1. Se as pessoas dessem mais importância a quem está do seu lado,aquele alguém que do nada lhe oferece um sorriso ou o ombro com a maior simplicidade, o mundo com certeza não seria assim, cheio de ambição e inveja! Adorei o texto Netinho! =*

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!!!!Um texto que realmente faz a gente refletir!!

    ResponderExcluir
  3. po... véio... muito legal isso... estar atento e desperto na vida cotidiana é fundamental para que se evite injustiças. Quanto mais constâncias na nossa vida, menos valorizadas são... talvez por isso, a vida hoje esteja tão desvalorizada... Mas sabemos que é rara e única no universo conhecido.

    Muito legal.

    ResponderExcluir
  4. Neto muito bom os seus textos, nos leva a refletir, parabens e continue assim

    ResponderExcluir
  5. Liindo texto :D
    Parabéns sumido =D
    :*

    ResponderExcluir